Renato Lopes

Hoje é 21 de fevereiro de 2024. Santa Maria, RS / Itajaí, SC
 
renato-lopes livros viagens dicas historias-dos-amigos fotos noticias links contato

Dicas


Tamanho da fonte A+ A-
Fazendo Curvas !

Fazendo Curvas !

Teste - Dica - para atualização do site

Penso que vale um comentário e mais uma “dica”, apesar de ser um tanto complicado explicar em detalhe cada uma das manobras ao se entrar numa curva.
Em uma curva para a esquerda, por exemplo, deve-se reduzir a velocidade freando antes de entrar nela, mantendo a moto mais à direita possível, lado externo da pista e oposto para onde se direciona a curva (esquerda no caso), e, a partir, frear se necessário, só depois de soltar os freios é que deve iniciar a inclinar a motocicleta para o interior da curva (próximo à marca divisória da pista), até o necessário ou a sua habilidade permitir, mantendo aceleração constante e o olhar para a saída da curva. É o momento mais crítico e delicado da ação do piloto, em face da diminuição de aderência antes de iniciar a inclinação da moto. Somente ao se aproximar da saída da curva é que deve reiniciar suavemente a aceleração e começar a endireitá-la procurando o ponto de saída da curva, mais à direita da pista, e assim aproveitar todo espaço útil da sua faixa com segurança e eficácia.
Em toda curva enfrentamos a ação da força centrífuga tentando jogar a moto para fora. Nesse exemplo de uma curva para a esquerda, essa força tenta jogar para fora da pista, para o acostamento. A ação da força centrífuga depende muito do peso da moto, da velocidade, da aderência com o pavimento e do raio da curva. Quanto menor for o raio, maior será a força centrífuga e, quanto maior essa força, maior deverá ser a inclinação da moto.
Outra observação importante quando se está dentro da curva é não acionar a embreagem, pois estará perdendo a tração e por conseqüência a perda a aderência. Essa aderência também depende do coeficiente de atrito existente entre os pneus e o pavimento e diminui quando os pneus estão desgastados, incorretamente calibrados, pista molhada, úmida, com buraco, areia, óleo ou partículas soltas sobre a pista.
A melhor técnica para inclinar a motocicleta é esterçar ou contra-esterço, como queiram. Esterçar é empurrar o guidão ao sentido contrário da curva. Sim, é isso mesmo, empurre para o lado contrário da curva, e a motocicleta vai inclinar naturalmente para o lado da curva. Trata-se de um fenômeno físico ao deslocamento do centro de gravidade e a superfície de contato do pneu. A inclinação na curva usando o contra-esterço será sempre proporcional à pressão usada no guidão. Experimente e verá que a moto fará a curva mais “redonda” e deliciosamente mais suave e na mão, sem a sensação que a roda dianteira está escampando. Mas vá com cuidado!

Renato Lopes Motoviagem & Aventura

Desde 2008 © Todos os Direitos Reservados Site Criado pela Wsete Design